Distribuição

A distribuição é o propósito final do transporte, quando o gás natural chega ao consumidor final, que pode estar no setor residencial, comercial, industrial ou automotivo. Pode-se distribuir o gás através de gasodutos de ferro fundido, aço, polietileno, ou também via granel, como o GNL (gás natural liquefeito) e o GNC (gás natural comprimido) (1).

No Brasil, a organização da distribuição de gás natural canalizado é responsabilidade dos governos estaduais, conforme definido pela Constituição. Existem 27 distribuidoras, que representam, na maioria dos casos, uma distribuidora por Estado, conforme mostra o mapa abaixo. As exceções são os Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, com duas e três distribuidoras respectivamente, e os Estados do Acre, Roraima e Tocantins, que ainda não possuem distribuidoras (2). A Figura 1 mostra o nome das companhias por Estado.

Empresas distribuidoras de gás canalizado no Brasil

Figura 1 - Distribuidoras de Gás Natural por Estado (3)

Em junho de 1999, no Estado de São Paulo, a extensão da rede de distribuição era de 1.877,0 km; já em novembro de 2003 aumentou para 3.505,0 km. Após a implantação do Gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol), o crescimento das vendas de gás natural foi de 153,08% (3). No Rio de Janeiro, a extensão da rede de distribuição é de 4.092 km; suas duas empresas de distribuição de gás natural canalizado vendem, atualmente, cerca de 9.899.700 m³/dia de gás natural (3) para um total de 736.326 clientes.

É importante ressaltar que expandir a malha de gasodutos não é suficiente para garantir um aumento do mercado e da participação do gás natural na matriz energética nacional. Precisa-se de uma nova postura frente ao gás natural, de forma a alcançar e esclarecer cada agente envolvido: desde as distribuidoras, passando pelos instaladores, projetistas e as construtoras até chegar, é claro, nos próprios consumidores finais.

Referências:
(1) Santos et. al. Gás natural: estratégias para uma energia nova no Brasil. São Paulo: Annabume, Fapesp, Petrobrás, 2002.
(2) GasNet. Distribuidoras de Gás. Disponível em http://www.gasnet.com.br/novo_distribuidoras.asp. 2012.
(3) Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (ABEGÁS). Disponível em http://www.abegas.org.br/. 2012.